Polícia apreende adolescente suspeito de esconder homem preso por balear seis pessoas no Benfica, em Fortaleza

Condomínio onde o suspeito foi encontrado em Fortaleza — Foto: Rafaela Duarte

Um adolescente de 16 anos foi apreendido por equipes do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio), na noite desta terça-feira (13), suspeito de ter escondido o homem que participou do ataque que deixou seis pessoas baleadas no Bairro Benfica, em Fortaleza.

Testemunhas informaram à Polícia Militar que dois homens de bicicleta chegaram ao bar que fica na esquina da Praça da Gentilândia e começaram a efetuar os disparos de arma de fogo. Quatro feridos foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu). As outras duas vítimas foram levadas a uma unidade hospitalar em carros particulares. As seis vítimas baleadas não correm risco de morrer, de acordo com a polícia.

Momentos após o crime, o adolescente e o suspeito foram localizados em um condomínio na Rua Padre Francisco Pinto, a cerca de 300 metros do local dos disparo

Durante as buscas no imóvel do adolescente, os militares encontraram 220 gramas de maconha escondidas em três potes de vidro, uma balança de precisão e uma quantia em dinheiro.

A polícia afirma que o adolescente, que já tinha uma passagem anterior por tráfico de drogas e assumiu ser dono do material ilícito, foi levado para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), onde um ato infracional análogo ao crime de tráfico de drogas foi registrado contra ele.

Motivação

O suspeito do ataque a tiros, que estava na companhia do adolescente, é o entregador de água Walacy Paulo do Nascimento, de 18 anos.

Segundo a polícia, Walacy foi levado ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), prestou depoimento, confessou que agiu sozinho e alegou que foi até o bar com a intenção de matar um desafeto em razão de um desentendimento entre eles.

Em depoimento, o suspeito também contou que, após sair do local dos disparos, foi ao endereço do adolescente para que este lhe ajudasse na fuga.

Após ser ouvido, Walacy foi autuado por tentativa de homicídio qualificado por motivo torpe. O Departamento de Homicídios abriu um inquérito policial para dar continuidade às investigações sobre o caso. A polícia segue em busca de localizar a arma usada no crime.

Seis pessoas foram baleadas na noite desta terça-feira (12) na Praça da Gentilândia, no Bairro Benfica, em Fortaleza.

As vítimas estavam em um bar quando foram atingidas pelos tiros, disparados por um homem em uma bicicleta.

Segundo informações policiais, quatro pessoas foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu). As outras duas vítimas foram levadas a uma unidade hospitalar em carros particulares.

As quatro vítimas socorridas pelo Samu foram levadas para o Hospital Instituto Dr. José Frota, no Centro de Fortaleza.

Chacina do Benfica

O caso aconteceu em um dos pontos onde ocorreu a chacina do Benfica, em março de 2018, na Praça da Gentilândia, local que costuma receber diversos universitários.

A chacina aconteceu no dia 9 de março. Na matança, sete pessoas foram executadas e três ficaram feridas em três locais diferentes da região: a Praça da Gentilândia, a Vila Demétrio (nas proximidades da sede da Torcida Uniformizada do Fortaleza - TUF) e o cruzamento das ruas Joaquim Magalhães e Major Facundo.

Segundo as investigações da Polícia Civil, cinco pessoas participaram ativamente do crime; três delas estão presas, uma não foi identificada e ainda um adolescente, cuja apreensão não foi confirmada pela Superintendência do Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo.

Por G1 CE

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem